Ninguém poderia ter se humilhado mais do que Jesus Cristo.
Nem de muito, e de muito longe mesmo, poderia fazê-lo.
Porque ninguém poderia abandonar a posição tão elevada de Deus Altíssimo, entronizado acima dos querubins e serafins, na glória excelsa do terceiro céu, criação das Suas mãos, e criador e governante de tudo o que há no universo e além dele.
Deixar tudo isto e se fazer a si mesmo homem, para servir aos homens e carregar sobre Si os pecados de todos eles, numa morte terrível de cruz.
Quem pode humilhar-se mais a si mesmo em tão grande nível?
Por isso o Seu Nome, deve ser elevado acima de todo nome, e deve ser adorado e servido por amor, de coração, por toda a eternidade.
Jamais nos gloriemos portanto em nós mesmos, ou nos feitos dos homens, senão exclusivamente no Senhor Jesus Cristo, que é digno de toda a honra e de toda a glória.

Flp 2:5-11 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.”

 

Fonte: gospelmais

Comments are closed.