A nossa fé não é uma religião, mas um relacionamento, a nossa intimidade com o Senhor. Mas para termos intimidade com alguém, temos de andar com esse alguém, estar perto dele. Não há como fazer isso se estivermos longe, mesmo com o auxílio da internet. Jesus andou com Seus discípulos por três anos. Isso gerou intimidade.

A nossa fé vem à medida que conhecemos o Senhor. Nosso inimigo maior não é o Diabo, nem seus demônios, mas a falta de conhecimento. Assim diz Deus por meio do profeta Oseias: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…” (Oseias 4.6a).

O conhecimento ou a falta dele, sobre o qual o Senhor fala por meio do profeta, é acerca do Senhor Jesus. Justamente por causa disso, o povo estava em pecado, na idolatria a outros deuses.

A única maneira de termos esse conhecimento, essa intimidade, esse gosto de andar com Jesus é somente andando com Ele.

Como é esse andar com Deus? Começamos esse andar com Ele quando O recebemos como Senhor e Salvador, quando recebemos vida nova. O início da nossa caminhada com Deus se deu quando nos convertemos, quando dissemos: “Jesus, entra na minha vida”. E Ele entrou para que andássemos juntos. E só podemos andar com Jesus se nascermos de novo, espiritualmente falando. Veja o que o apóstolo Paulo escreveu em sua carta ao povo da cidade de Galácia, aos gálatas: “E, a todos quantos andarem de conformidade com esta regra, paz e misericórdia sejam sobre eles e sobre o Israel de Deus” (Gálatas 6.16).

Essa foi uma saudação de Paulo e nela está inserida essa realidade do andar com Deus. E a regra a qual ele fala tem a ver com o fato de ser nova criatura, e não com preceitos e dogmas humanos. Tanto que no verso anterior, ele declara:

“Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura”.

Não haverá um momento na caminhada cristã em que alguém afirmará: “Eu já cheguei, já vi tudo, já sei tudo, já tenho meu diploma”. Não é assim querido.

Nossa caminhada com o Senhor é infinita. Estamos aqui na terra experimentando dele apenas um pouco da realidade maior que nos aguarda. Um dia veremos a Jesus tal qual Ele é, em toda sua plenitude. Mas nunca estaremos no mesmo ponto em nossa jornada na fé.

A Palavra orienta que cresçamos na fé, e a maneira disso acontecer é andarmos em novidade de vida. O verso 1 de Romanos 8 diz: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”.

É uma vida nova. Quando a pessoa vai para Jesus, zera tudo. Não importa como era antes de Jesus. Quando uma prostituta, por exemplo, se converte, ela pode ter dormido com uma torcida inteira de um time, mas nesse instante, aos olhos de Deus, ela é tão pura como Maria, mãe de Jesus. É novidade de vida. Claro, Satanás quer sempre nos acusar. A palavra satanás significa “acusador”, e muitas vezes ele quer ressuscitar coisas do passado que não existe mais.

Cada um de nós deve andar em novidade de vida. E tudo para o novo convertido, para o cristão, é tão novo porque o ato da conversão é esse novo nascimento.

O andar do cristão é esse caminhar com Cristo dia após dia, nesse relacionamento íntimo e profundo com Ele. É esse testemunho de vida tão bonito, tão belo, diante de Deus e dos homens. É esse andar sob a cruz, tendo o nosso eu, nossa carne, mortificados, e a nossa fé, nossa espiritualidade nele, cada vez maiores, é ser firmado na verdade, sob a verdade. E uma das marcas de nossa transformação em Cristo é a escolha de andar na verdade. Quando Jesus disse que veio para que tenha vida e a tenha em abundância, Ele falava a verdade. E Ele quer que você escolha viver a verdade.

Escolha, amado, andar com Jesus, e com fé, coerência, no Espírito, em amor, em cautela, permanecendo nele, firmado na verdade. Você só tem a ganhar.

Fonte: Pr. Márcio Valadão

Comments are closed.